segunda-feira, 4 de julho de 2011

Um simples oi.

Eu não morri. Fiz 30 anos, moro no mesmo lugar e faço as mesmas coisas que fazia antes.
Não tenho sentido necessidade e nem vontade de escrever. A hora que bater aquela vontade eu volto por aqui. Até lá eu tô por aí, vivendo.
Um beijo a quem fica.